"O CORAÇÃO ALEGRE É BOM REMÉDIO, MAS O ESPÍRITO ABATIDO FAZ SECAR OS OSSOS. Pv:17.22;

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DO ESTRESSE

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
Foto: Darren Greenwood/Design Pics/CorbisFoto: Darren Greenwood/Design Pics/CorbisSono ininterrupto, má alimentação, pele oleosa e dores de cabeça. Estes sintomas podem indicar que o corpo está estressado. “O estresse, a ansiedade e a depressão podem se manifestar de várias maneiras, inclusive no cérebro. Além disso, eles favorecem o envelhecimento precoce, prejudicam a memória e podem diminuir a imunidade do organismo”, explica a psicóloga do Grupo Hospitalar Conceição (GHC/RS), Estefânia Zanotta.
Caso o indivíduo apresente dois ou mais sintomas como os descritos acima, pode estar sendo afetado pelo estresse e talvez precise buscar auxílio médico. “Quando alguém não dorme bem, está ansioso, irritado, apresenta problemas na pele, tem dores de cabeça, queda de cabelo e não consegue se concentrar, pode ter estresse acumulado. Esse acúmulo libera grandes taxas de adrenalina, o que interfere na saúde como um todo. Com isso, é importante que a pessoa busque o acompanhamento de um especialista e, às vezes, é necessário até intervenção medicamentosa”, ressalta.
Segundo a médica, é preciso ter cuidado, pois níveis altos de estresse podem causar esgotamento físico e até mental. “É importante que a pessoa mude e organize melhor sua rotina, seja no trabalho, no trânsito ou em casa. Apesar do dia ser corrido e de existirem muitas coisas para se resolver, é importante delimitar um tempo, criar alternativas, fazer alguma atividade física”, diz. Para Estefânia, ações preventivas como essas evitam que o corpo gaste energia à toa e entre em estado de alerta sem necessidade.
Uma das principais dicas para minimizar o estresse é o descanso. “A pessoa precisa se desligar um pouco, reservar um tempo e local adequado para descansar. Caso a pessoa passe o dia em frente ao computador, dirigindo ou sentada, por exemplo, deve evitar repetir essas ações no momento de descontração, já que o cérebro pode ter dificuldades para distinguir trabalho e lazer quando ambos adquirem a mesma forma”, alerta.
Dormir, ter uma vida social saudável, estar com a família, se desligar mentalmente hora ou outra, desenvolver a espiritualidade e a criatividade podem ser ótimos exercícios para combater o estresse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.